Viagem para a Romênia

Viagem para a Romênia

Confesso que quando organizei a minha viagem para a Romênia eu não sabia muito sobre, mas que queria visitar há anos desde que vi umas fotos na internet após descobrir que o ator Sebastian Stan nasceu lá. A oportunidade apareceu e eu tinha altas expectativas, pois além de ser a terra do Drácula, descobri que o país tem uma cultura fortíssima de café, com diversas cafeterias maravilhosas servindo cafés e comidinhas deliciosas. Se tornou parte da minha rotina “caçar” esses cafés – essa é uma atividade que recomendo muito para se fazer na Romênia! Aliás, adorei a culinária do país (destaque para a comida típica chamada Sarmale).

Cafeteria Origo. Segunda foto: cafeteria Dianei 4 (lugar já foi centro de operações secretas do governo romeno). Foto de baixo: Sarmale acompanhado de um vinho da Romênia chamado Poezie.

Viagem para a Romênia- Conhecendo a capital

A capital romena, Bucareste, é uma coisa única em termos arquitetônicos. Parece uma mistura de cidade fantasma (meio estilo Chernobyl, com plantas tomando conta e prédios caindo aos pedaços) com alguns prédios muito lindos e grandiosos! É uma mistura que funciona muito bem, e dá um ar especial à cidade. Dois destaques na capital para mim foram o Palácio do Parlamento (a construção mais pesada do mundo, e com certeza uma das mais megalomaníacas), e a livraria Cărturești Carusel (livraria mais bonita que já vi na vida).

Palácio do Parlamento (é uma foto panorâmica e ainda assim ele mal cabe nela). Primeira foto de baixo: livraria Cărturești Carusel. Segunda foto de baixo: exemplo de fachada decadente.

Como se locomover

Se você pensa em fazer uma viagem para a Romênia um dia, recomendo muito que alugue um carro. O país possui uma paisagem de cair o queixo. É uma natureza menos domada e “podada” do que a dos Alpes, por exemplo. As estradas são extremamente lindas, ainda mais nas regiões montanhosas (o que compensa a quantidade de curvas e trajetos longos). É na região das montanhas que se encontra o famoso castelo do Drácula (que é uma pegadinha turística, pois na realidade ele nunca viveu lá). O castelo que eu recomendo a visita é o castelo Peleș (pequeno, mas muito charmoso). Ele foi o primeiro castelo da Europa a ter eletricidade!

Montanhas Cárpatos, na região da Transilvânia

Ainda falando das montanhas, uma atividade muito comum nelas são trilhas. Uma base para muitas pessoas que querem fazer essas trilhas é Brașov, uma pequena cidade que conquistou meu coração! É uma cidade com casas que parecem ter olhos, mas que também parece saída de um conto de fadas.

Brasov tem seu próprio letreiro estilo Hollywood.

Algo que tira um pouco do charme, mas não a emoção, é o fato de o local possuir a maior população de ursos da Europa que costuma fazer uma visita de vez em quando (minha tia que foi para a Romênia uns meses depois, disse que disparou um alarme de urso na cidade quando ela estava lá!). Eu descobri essa informação quando cheguei no meu Airbnb em uma cidadezinha próxima chamada Zărneşti, que fica literalmente no pé da montanha. Acho que esse foi o Airbnb mais legal que eu já fiquei, e o mais barato também. Ele fica em uma linda fazenda com direito a refeições “farm to table”, frutas orgânicas da fazenda, e aguardentes caseiros a preços bem amigáveis.

A Romênia é o país mais lindo que eu já visitei, e um dos mais acessíveis da Europa. Se você ama natureza, é um lugar que você tem que visitar!

BEDA

Este post faz parte do BEDA- Blog Everyday August 2021 para não perder nenhuma novidade nos siga no instagram e siga #BedaViajante

BEDA- Blog Everyday August

A Isabela tem 26 anos e é formada em Relações Internacionais. Já morou no Canadá e Alemanha, e é amante de café, história, estudar línguas e viajar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: