Viajar com Pet

Viajar com pet: tudo o que você precisa saber

Recentemente, decidi viajar com pet que tenho há 12 anos. Consequentemente, muita gente me achou louca de levar um cãozinho de 2.5kg por quase 2 mil quilômetros brasileiros num carro. Porém, foi maravilhoso. Reúno aqui algumas dicas e questões principais que você deve se fazer antes de viajar com pet.

Stitch – nosso pet na viagem

1 – Converse com o veterinário sobre viajar com pet

Antes de definir se ia viajar com pet, fui atrás de quem realmente conhece do assunto: a veterinária responsável pelo Stitch. Assim, ele tomou as vacinas que ainda não estavam em dia e fez uma avaliação geral para nos assegurar que o cachorro não teria problemas na viagem seja de carro ou avião.

Lembre-se que, se sua viagem for de avião, deve reservar com a companhia aérea a passagem do pet e as restrições/obrigações exigidas pela companhia.

2- Converse com seu pet

Por mais que soe estranho, acho essencial conhecer direito seu pet antes de levá-lo a uma viagem. Já que viajar com pet pode ser estressante para tutor e animal, talvez seja interessante considerar se o seu bichinho vai gostar de participar da viagem. Se seu dog é acostumado e ficar sozinho ou com parentes/amigos frequentemente e “se dá bem com qualquer um” ou late muito, talvez seja mais fácil deixá-lo em casa. No nosso caso, o Stitch já é um idoso e sempre foi muito quietinho, além de demonstrar muita saudade quando fica sozinho…. Logo, decidimos levá-lo!

3- Leve uma mala completa para seu pet

Nosso cachorro com roupas do Stitch para o frio

Viajamos de carro em junho de São Paulo, passando por Curitiba, Blumenau, Pomerode, Florianópolis, Praia do Rosa, até chegarmos em Gramado e Canela. Então era importante levarmos para viajar com pet as roupas adequadas para o conforto do nosso pequeno! Para uma viagem de 13 dias levamos um macacão quente do personagem Stitch e duas blusinhas mais leves. Também levamos a ração dele pensando em 15 dias de alimentação, potinhos portáteis para comer e um paninho que ele está acostumado a dormir para colocar em cima de algum travesseiro que ele “poder chamar de cama” já que não gosta de dormir na cama conosco rs.

Nosso pequeno mascote, seus potinhos e seu paninho!

4- Reserve hotéis pet-friendly

É indispensável pensar em reservar hotéis que aceitam pets para viajar com pet. Fique atento com as taxas de serviço que muitas vezes não estão detalhadas nos sites, mas que podem chegar a cerca de 200 reais a diária apenas para o seu mascotinho além do preço da sua própria estadia.

5- Se for viajar com pet, inclua seu pet no roteiro

Afinal, viajar com pet é uma viagem para você e seu companheiro animal, então pense no roteiro previamente para que todos possam aproveitar ao máximo. O nosso Stitch amou!!

Viajar com pet
Jurerê internacional com pet na praia!

Este post faz parte do BEDA- Blog Everyday August 2021 para não perder nenhuma novidade nos siga no instagram e siga #BedaViajante e leia também:

O que comer na Disney – Quick services

O que comer na Disney – comendo com personagens 

O que fazer em São Paulo – Oscar Freire

BEDA- Blog Everyday August

Bruna é paulista e adora o caos paulistano diário. Estuda engenharia ambiental na USP e fez intercâmbio em Nancy na França. É apaixonada por natureza e ecologia. É amante de experimentar boa comida, falar de Disney e descobrir novas culturas. Virginiana precavida leva na mala sempre tudo o que pode precisar, uma dose de empolgação e uma pitada de irresponsabilidade, no seu ponto de vista, essa é a melhor receita para explorar o mundo! Instagram @allweneedtonightislove

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: