Paris 6 em Curitiba

Viagem gastronômica: O que pedir no Paris 6

A culinária nos permite viajar para diversos lugares através dos sabores, então a dica de hoje é para uma viagem gastronômica! Quando eu fui para São Paulo conheci o bistrô francês Paris 6 que é muito fofo, tem uma comida deliciosa e faz com que você se sinta em Paris!

A história do Paris 6

O restaurante abriu em São Paulo, em 2006, e até hoje tem fila na porta. O lugar é muito popular entre paulistas e turistas que, como eu, foram para São Paulo com uma certeza: comer a tão famosa sobremesa do Paris 6! Na primeira tentativa fui com a intenção de comer apenas a sobremesa pois havia saído de uma pizzaria. Porém era um sábado, por volta das 21h, e o Paris 6 tinha uma fila de 3 horas de espera. Missão cancelada. Então decidi que no dia seguinte iria almoçar no bistrô, cheguei 12h, foi bem mais tranquilo e tinham mesas disponíveis.

Paris 6 em Curitiba/PR

O lugar é todo inspirado no sexto distrito de Paris. A decoração é muito delicada e realmente passa a impressão de que estamos em Paris! O restaurante também apoia muito a cultura e a arte brasileira incluindo alguns nomes importantes em seu menu! Atualmente além de São Paulo você encontra o restaurante em diversos estados, como: Bahia, Ceará, Brasília, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná e Rio de Janeiro.

Minha experiência

Meu pedido para o almoço foi o Agnelotti de Brie et Jambon Cru à “Mariana Ximenes”.  Muito bem servido, o prato me agradou – o garçom trouxe um parmesão para ralar na hora (que ganhou meu coração). Estava muito gostoso, mas acho que nada supera a sobremesa!

De sobremesa eu pedi o Grand Gateau Chocolat au Marshmallow et Picolé à la Vanille à “Adriane Galisteu” que estava uma delícia! Com certeza foi uma das sobremesas mais gostosas que já experimentei! Dividi com uma amiga e estava na medida certa, visto que os dois pratos são muito bem servidos!

Clique aqui para conhecer o site do Paris 6!

Agora que você já se sentiu em Paris, que tal saber o que fazer pelas ruas da cidade?

Psicóloga, responsável pelo apoio psicológico do Qualquer Latitude. Entrou no Qualquer Latitude para escrever sobre seu intercâmbio voluntário na Polônia e nunca mais parou! Depois disso vieram inúmeras histórias e viagens por Qualquer Latitude

38 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: