Trabalhando Na Disney

Trabalhando na Disney

Eu sempre sonhei em fazer um intercâmbio, porém, queria uma opção mais barata e resolvi procurar novas possibilidades além do estudo, como por exemplo os famosos intercâmbios de trabalho. A ideia do Internacional Disney College Program surgiu de uma conversa com uma grande amiga minha que na época super me incentivou a procurar sobre o assunto, entrar no processo seletivo e passar as férias de verão brasileiras trabalhando na Disney. 

Pesquisei bastante e vi que o processo seletivo acontecia no começo do ano e resolvi aplicar. Era um pouco complicado, pois teria que viajar para São Paulo e, na época, eu não tinha nem um currículo. Mas resolvi tentar mesmo assim. 

Fiz a palestra obrigatória e logo depois me encaminharam a uma entrevista junto com outra concorrente. Acho que só nesse momento eu percebi o tamanho da coisa. Milhares de pessoas aplicam, entre eles uma galera extremamente competitiva e competente. 

Veja como funciona a primeira entrevista do Disney College Program

Ampliei minha foto para ocupar bastante espaço no currículo vazio e me joguei com meu inglês meia boca da época (fazia bastante tempo que nem praticava, já que estava focando apenas em aprender alemão). 

Bom, passei na primeira entrevista e depois de alguns meses fiz a segunda com o pessoal de Orlando em  São Paulo. Demorou alguns meses para o resultado final e quando vi que passei eu fiquei MUITO feliz! Acho que o fato de ser muito comunicativa foi o diferencial.

Veja como funciona a segunda entrevista do Disney College Program

Trabalhando na Disney como Merchan :

Passei no setor de Merchandising, ou seja, trabalhando nas lojinhas do parque. Trabalhei no parque Epcot na loja Mouse Gear, a Terceira maior do complexo Disney de Orlando. No começo sentia meu cérebro derretendo com tanto inglês e tendo que decorar a posição de tantos produtos dentro daquela loja. Não se iluda, era trabalhar 12h por dia, 6 dias por semana. Exercitando minha paciência! Mas se tem uma coisa que aprendi trabalhando na Disney foi a lidar com clientes. 

É importante lembrar, que mesmo sendo na Disney, é um intercâmbio de trabalho e você vai trabalhar. Sinceramente, as vezes acho que poderia ser um pouco mais leve em horas de trabalho e talvez com um salário um pouco maior, já que o investimento para ir até lá é alto… Para pagar minhas passagens e visto tive que trabalhar e economizar bastante.

Entretanto, algo que levo até hoje para minha vida profissional, são os treinamentos que tive no Disney University (isso mesmo, existe uma universidade de business dentro do Magic Kingdom onde os funcionários são treinados). Lá eu aprendi muito sobre esse marketing de geração de experiências emocionais e momentos simbólicos na lembrança do consumidor, além de uma vasta noção de Merchandising. 

Vivencias e Amigos

A melhor parte do trabalho era o Day off com certeza! (hehe) Tínhamos passes livres para os parques e eram os momentos mais divertidos que já tive em um ambiente de trabalho. Fiz laços de amizades que permaneceram na minha vida até hoje, criei memórias incríveis e vivenciei muitos magic moments. 

Meus amigos e eu moravamos no condomínio de prédios chamado Vista way, que era um Housing proporcionado pela Disney. Um dos aluguéis mais caros que já paguei, nao nego!. Mas os transportes para os parques eram gratuitos e sempre pontuais e o condomínio bem completo (piscina, academia, quadras de esporte…). Além de muitas festas proporcionadas pela Disney e as famosas baladas de Orlando. 

Acredito que minha parte favorita foi ter conhecido muitas pessoas de nacionalidades diferentes e culturas tão únicas. Fiz amigos do mundo inteiro e isso só incentiva mais ainda minha vontade de trabalhar como designer em outros países. Fora meu inglês que passou de nível intermediário para fluente em pouquíssimo tempo, já que eu pensava em inglês e até chegava a sonhar na língua. 

 Portas abertas proporcionadas pela Disney

Acredito que na Europa eles não dão tanta importância assim ao programa, mas no Brasil com certeza o intercâmbio da Disney abriu muitas portas na minha carreira. Praticamente todas as vagas de estágio que concorri ficaram admiradas. E o programa é muito reconhecido nos EUA também, já que lá muitos estudantes fazem um ano de programa no meio do período de suas faculdades deles.

Hoje em dia com aulas de Marketing do MBA consigo reconhecer estratégias de Branding da Disney que posso usar nas próximas empresas que trabalhar. E com certeza se um dia tiver meu próprio negócio tentarei aplicar as estratégias que eles me ensinaram sobre o melhor approach dos clientes. 

Não sei se faria outro programa nos parques da Disney (existem vários a partir desse), já que estou bem focada na carreira de designer. Mas é ótimo ver que o fato de você ter feito o Disney College Program te leva a ter “prioridade” em processos seletivos de QUALQUER empresa da Disney em qualquer setor ou país.

Este post “trabalhando na Disney” faz parte do Blog Everyday August 2021! Nos siga no Instagram e acompanhe a tag #BedaViajante para não perder nenhuma novidade

BEDA- Blog Everyday August

Aline Bartel tem 23 anos, é designer gráfico e está cursando MBA com foco em Branding. Atualmente está morando em Frankfurt, trabalhando como designer em uma empresa alemã. Começou a carreira em 2016 trabalhando no setor de Merchandising na Disney durante o International Disney College Program. Depois disso alavancou a carreira com trabalhos em startups, agência de publicidade e como freelancer.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: