Santorini na Grécia

Conhecendo Santorini na Grécia

As ilhas gregas estão entre os destinos mais sonhados pelos viajantes e é impossível não se encantar com tanta beleza. Neste post vou dar algumas dicas para quem vai viajar para Santorini na Grécia.

Transporte em Santorini

Chegamos a noite na ilha e fomos de ônibus local até o nosso hotel. O valor é 1,60 euros por pessoa/ por ônibus e você compra o ticket direto com o motorista. Tivemos que fazer uma conexão até chegarmos ao nosso hotel, então compramos 2 tickets.

O ônibus é parecido com os de rodoviária e as malas são colocadas no porta malas. Se você não tem pressa para chegar no seu hotel essa é uma boa opção!

Para ir embora decidimos a opção de Transfer, que era 30€ por casal. Nosso voo era final da tarde e achamos arriscado ir de ônibus já que era no horário do pôr do sol e tinha chance do ônibus estar lotado.

Para se locomover na ilha você pode usar o transporte local, alugar carro, quadriciclo, moto ou um buggy. Nós resolvemos alugar um quadrículo por uns dias para ir até as outras cidades. Ficamos com medo de não encontrar lugar para estacionar nos lugares, mas como fomos na primeira semana de outubro ainda estava tranquilo! O quadriciclo foi uma aventura!

Onde se hospedar

Ficamos hospedados em Oia (se fala ia) que é a cidade do pôr do sol mais famoso de Santorini! A vida noturna é bem calma. Você encontra muitas lojas também de marca, jóias e restaurantes. Eu diria que é a cidade mais chique de Santorini. Mas isso não significa que é a mais cara.

Nosso hotel não era na costa e sim umas duas quadras da costa, o que deixa o valor bem mais baixo e a experiência continua incrível! Ficamos no hotel Adorno e pegamos um quarto com uma hidromassagem privada com vista para o pôr do sol. O hotel também tinha uma piscina com borda infinita, mas a água era muito gelada! O café da manhã era servido na área da piscina. Normalmente era omelete, frutas frescas, café, suco, pães, geleias, iogurte grego, é claro, e mel! Já anota ai que você não pode sair da Grécia sem comer iogurte grego com o mel local! Bom, tudo o que a gente comeu lá era maravilhoso!

Nos primeiros dias passeamos por Oia. Descemos até o porto e depois subimos mais de 200 degraus que é a famosa escadaria onde passam os burros! Andamos de ponta a ponta e já aproveitamos para ir olhando as opções de restaurantes. Recomendo usar o preço da salada grega como base para analisar os valores dos restaurantes porque varia muito o valor.

Depois fomos ver as famosas cúpulas azuis! A vista é maravilhosa, mas se prepare para fila caso você queira tirar uma foto sua em algum desses locais famosos. Nós tivemos sorte porque a ilha não estava tão cheia e os grupos de turistas começam a chegar lá por 11/12h.

De manhã cedo você vê varias meninas carregando um vestido de seda pra lá e pra cá para tirar fotos com o vestido voando! Você pode fazer um book ou apenas alugar o vestido. Descobri isso porque uma empresa me mandou DM no Instagram perguntando se eu não tinha interesse em alugar um vestido.

Pôr do sol em Oia

Para ver o famoso pôr do sol em Oia é importante chegar cedo (pelo menos uma hora antes) para conseguir um lugarzinho confortável! Muitas pessoas veem do topo do castelo, mas eu recomendo você a descer um pouco mais até você achar um lugarzinho para apreciar a vista!

Nós levamos taças do hotel, passamos em um mercadinho para comprar vinho, queijo feta e pão pita para deixar esse momento ainda mais especial. Acabamos achando um banquinho e ali ficamos. Comendo, bebendo e curtindo o por do sol mais lindo da Grécia.

Quando o sol vai embora todos batem palmas e vão direto achar um restaurante para jantar. Lembrando que fomos em outubro, então não tivemos problema para achar lugar nos restaurantes.

Dica importante: No final do dia venta muito e fica mais frio então não se esqueça de levar um casaco, se você não for em julho ou agosto!

Fira

Fira é a capital de Santorini na Grécia e também a maior cidade. A vista de lá é linda, também é cheia de casinhas brancas com direito a vista para o vulcão. Tem muitas lojas e restaurantes para todos os gostos. Fira é bem mais cheia porque é onde os turistas dos navios descem e talvez por isso os preços dos restaurantes são um pouco mais altos comparado com Oia.

Passeio de catamarã

Organizamos este passeio com a empresa Vista Yachting. Pagamos 100 euros por pessoa mas o valor pode variar de acordo com a época que você vai. O transporte de ida e volta até o barco está incluso, além de bebidas a vontade, jantar e um guia que conta um pouco sobre a história de Santorini na Grécia.

Passamos pela praia vermelha, preta, branca e paramos perto do vulcão para nadar e sentir a água quentinha. Se você fizer esse passeio não vá com bikini de cor clara porque os minerais da água perto do vulcão podem manchar a sua roupa!

Depois de nadar foram servidas as entradas que eram brusquetas com salmão. O jantar tinha carnes, macarrão, saladas e de sobremesa iogurte grego com uma calda de tâmaras. Para fechar com chave de ouro o passeio vimos o por do sol do barco tomando muito vinho! Foi uma experiência inesquecível! Recomendo muito o passeio!

Conhecendo outros lugares da ilha

Como alugamos um quadriciclo fizemos um tour de norte a sul pela ilha de Santorini na Grécia. Se você tem dias sobrando eu recomendo o passeio porque muda muito de uma cidade para outra. Se você quer pegar praia eu recomendo você passar por Kamari e/ou Perissa que é uma praia vulcânica, mais agitada, cheia de restaurantes e estrutura para você passar o dia por lá. Algumas praias são de pedrinhas, então é recomendado você usar aquelas sapatilhas para não machucar os pés.

Por toda a ilha você verá muitas vinícolas que você pode fazer um tour e conhecer mais sobre os vinhos locais. Nós não fizemos o passeio, mas acho que pode ser uma experiência incrível. Entre uma cidade e outra você também vai ver algumas capelas com cúpulas azuis e vistas de tirar o fôlego. Também recomendo você ver o pôr do sol do Farol de Akrotiri que é um dos mais antigos da Grécia e está localizado no extremo sul da ilha.

Gostou das dicas para curtir Santorini na Grécia? Siga o Qualquer Latitude no Instagram para não perder nenhuma novidade e leia também:

Receitas para se sentir viajando pelo Leste Europeu

Juliana é brasileira com descendência árabe e portuguesa. Casada com um alemão, vive em Munique. Esse misto de culturas a transformou na mulher que é hoje. Intensa, sensível, família, alegre, comunicativa, prática e determinada. Ama viajar e se emocionar com a energia de cada lugar e pessoa. Foi durante a sua viagem de intercâmbio que começou a escrever um diário e então percebeu que a escrita era uma ótima maneira de se expressar, de se curar e de registrar momentos. Instagram @julianatorresberg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: