Intercâmbio de Idiomas em Valencia

Como fazer intercâmbio de idiomas

Quem aí já sonhou em passar um tempinho morando fora para aprender uma nova língua? Foi assim que eu decidi ir para a Espanha e fazer o meu intercâmbio de idiomas! Neste post vou te ensinar o que eu aprendi organizando a minha viagem e dar dicas de como fazer intercâmbio!

Eu já estudava Espanhol aqui no Brasil mas queria me aprimorar e viver um pouquinho a cultura local. Por isso escolhi passar 3 semanas curtindo o verão europeu e estudando em uma escola por lá!

Bom, tem inúmeros benefícios em ir para fora para estudar! No meu caso, consegui em 3 semanas comprovar o mesmo nível do que 6 meses de aula por aqui!!!!! Mas é super importante deixar claro que eu tinha 20 horas aula por semana e que eu participava de todas as atividades extracurriculares para me esforçar ao máximo e aprender tudo o que eu podia! Além disso, você também consegue treinar o idioma fora da sala de aula, falando com pessoas locais, fazendo seu pedido em restaurantes, indo ao mercado, etc.

O que eu acho mais incrível de estudar um idioma fora do país é o fato dos seus colegas de classe serem de diversas nacionalidades! Então, no meu caso, a aula era ministrada em inglês e espanhol – fazendo com que eu treinasse os dois idiomas ao mesmo tempo e com colegas da Russia, Holanda, Alemanha, Noruega, Suécia, Estados Unidos e Coréia do Sul!!!!

Mas Pri, eu nunca estudei o idioma, você me indica ir para começar do zero? SIM!!! Você irá aprender muito mais rápido estando 100% em imersão! Mas talvez precise se dedicar um pouquinho mais nos estudos no contra turno. E ah, não se esqueça que é um intercâmbio de estudos! Então também tem provas!!

Primeiros passos para realizar o seu intercâmbio de idiomas:

  1. Escolha o idioma que quer aprender e busque um país que o tenha como língua nativa – assim você conseguirá estar em imersão total
  2. Hora de pensar se você quer contar com a ajuda e a comodidade de ter uma agência planejando o intercâmbio ou se quer fazer por conta própria (que foi o que eu fiz)
  3. Escolha a cidade que quer ir! No meu caso isso foi super importante pois os custos do intercâmbio diminuíram muito quando escolhi ir para Valencia e não para Madrid ou Barcelona!!! (E se quiserem saber o motivo de eu ir para a Europa e não para algum país da América do Sul, foi por uma preferência do sotaque)
  4. Chegou o momento de escolher a sua escola! Para isso, busque uma que seja certificada pelo Instituto Cervantes, pelo Cambridge Institute ou o respectivo do seu idioma! Assim, você consegue garantir que terá um bom ensino! Um outro ponto importante sobre a escola é buscar as recomendações nas redes sociais de pessoas que já foram, ou seja, leia depoimentos e busque as opiniões sinceras. Um ponto super importante para mim foi de saber qual a faixa etária das pessoas que estudavam por lá, por isso busquei várias fotos das escolas para que tivesse pessoas da minha idade.
  5. Valores: não é sempre que a escola mais cara é considerada a melhor! Por isso procure a melhor para você!!!! A que caiba no seu bolso e que cumpra todos os seus requisitos!
  6. Saiba mais sobre a hospedagem! No meu caso, eu tinha a opção de buscar acomodação por conta própria, ficar em casa de família ou ficar na da escola, pois eles tinham diversos apartamentos ao redor da escola e tinha um quarto individual, apenas dividindo as áreas comuns com mais 2 pessoas, por um valor bem mais acessível. (Ponto importante: menores de idade precisavam ficar em casa de família, mas pessoas mais velhas também podiam se inscrever para esse tipo de hospedagem. Só preferi não ficar pois queria mais liberdade para sair com amigos)
  7. Definir a quantidade de semanas que você pode e quer ficar por lá! O meu tempo era bem curto e quis ir mesmo assim, mas o recomendável é ficar ao menos 4 semanas para você conseguir finalizar o livro e ah, não tem tempo máximo para permanecer na escola!!! Normalmente as escolas iniciam nas segundas-feiras e as salas mudam todas as semanas, assim como seus professores e colegas! (Eu tinha um colega que estava há 8 meses fazendo aulas de espanhol na mesma escola e ele amava pois tinha novos colegas toda semana).
  8. Procurar saber se precisa de visto de estudante, visto de turismo, caso queira trabalhar, precisa ver se isso é permitido ou se o local não pede visto de qualquer forma
  9. Separar o dinheiro que vai levar e pensar nos gastos de alimentação, transporte e eventuais comprinhas
  10. Fazer uma mala bem pensada
  11. Ser feliz e embarcar nessa nova jornada!

Eu amei meu intercâmbio de idiomas!!! Vivi intensamente essas 3 semanas, conheci pessoas maravilhosas, lugares novos, aprendi muito espanhol e quebrei algumas barreiras que eu tinha com a comunicação! Indico para todas as pessoas que querem realizar pois é um intercâmbio que não há limite de idade!!! (Por exemplo, a minha mãe foi aprender inglês nos Estados Unidos com 34 anos!)

Então caso esse seja o seu sonho, comece a se planejar seguindo as minhas dicas de como fazer intercâmbio de idioma! Tenho certeza que irá se encantar! E caso tenha alguma dúvida, deixe o seu comentário aqui embaixo que tentaremos te auxiliar <3

Você também pode gostar de:

Conhecendo Valencia

1o motivos para fazer intercâmbio

Intercâmbio voluntário

Gostou deste post sobre como fazer intercâmbio de idiomas e quer conhecer outros tipos de intercâmbio? Temos uma página aqui no blog falando de várias formas de estudar e trabalhar em outros países: Como fazer intercâmbio

Nos siga no Instagram para não perder nenhuma novidade

Psicóloga, responsável pelo apoio psicológico do Qualquer Latitude. Entrou no Qualquer Latitude para escrever sobre seu intercâmbio voluntário na Polônia e nunca mais parou! Depois disso vieram inúmeras histórias e viagens por Qualquer Latitude

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: